Restaura, Senhor, a nossa sorte! (salmo 126)

neguebe

Salmo 126

Quando o SENHOR restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha.
Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles.
Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres.
Restaura, SENHOR, a nossa sorte, como as correntes no Neguebe.
Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão.
Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes.

Durante a estação das chuvas ocorre algo muito especial com o deserto do Neguebe. Na Palestina as chuvas caem no período que vai do mês de outubro até o mês de abril, sendo que na segunda fase da estação caem as chuvas mais torrenciais. Com estas chuvas caindo na Palestina as águas gradativamente vem escorrendo pelos montes até atingirem o deserto do Neguebe que ficava na região mais baixa.

As águas abundantes formam vários riachos que regam o deserto e em poucos dias o lugar que antes era feio, solitário e sem vida ganha outro aspecto. Os campos tornam-se úmidos e floridos, cobertos pelo verde da vegetação que ali se desenvolve após a restauração do rio. Os animais retornam e a paisagem do ambiente torna-se linda.

O vídeo abaixo foi feito às margens do Neguebe no exato momento em que as águas retornam.

Bacharel em Teologia pelo UniBennett (Rio), Pablo Massolar é o editor e autor do Ovelha Magra. MBA em Gestão de Marketing, autor de livros e palestrante. Casado com Elaine, a menina mais linda do mundo, e o orgulhoso pai de Ana Clara e Sarah.